• Cabeçalho

Cuidar uns dos outros em Hospitalidade

1º Prémio II Concurso Internacional de Fotografia Irmãs Hospitaleiras

 

GRATIDÃO | Afetos Hospitaleiros

 
Afetividade e hospitalidade… duas palavras, dois significados, duas qualidades. A vida é feita de pares, que se complementam e exteriorizam em cada um de nós. São a nossa epopeia da resiliência, da perseverança, da compaixão, porque com elas podemos alcançar grandes feitos, podemos ver o outro como uma parte que nos pertence.
Segundo São Bento Menni “Uma pessoa vale mais que o mundo inteiro”. Cada um de nós carrega o mundo, cada um tem o seu sentido de pertença e o nosso, o nosso sentido de pertença é a cuidar do próximo. Somos parte fundamental uns dos outros, compomos uma sociedade que coabita, que se completa e que se estima, não fossemos nós valer mais que o mundo inteiro. Estivemos mais unidos do que nunca, entramos numa luta para a qual não estávamos preparados nem dispostos a aceitar… uma luta que perdura e nos faz superar diariamente… sentíamos que o mundo era nosso, mas facilmente percebemos que nós é que somos o mundo!
Cada ação tem uma reação, cada desafio tem um sentido, cada batalha um propósito! Um dos grandes desafios foi cuidar quando nem a nós sabíamos como cuidar, foi ultrapassar os laços terapêuticos e imergir na vontade de manter a capacidade afetiva e hospitaleira sabendo que o mundo não estava igual, a distância significava então amor, proteção, afeto. Foi preciso superar barreiras, foi preciso aprender, dinamizar, ser resiliente e arranjar novas estratégias para que essa distância física fosse o menos distante possível…
As pessoas que assistimos precisaram de nós mais do que nunca e na altura em que menos lhes podíamos dar, mais tínhamos de lhes dar, não como obrigação, mas sim como uma missão… no fundo, somos as pessoas que mais estão fisicamente presentes nas suas vidas, temos a responsabilidade e o peso de proporcionar aquilo que ficaram privados e, na verdade, não pedem muito, apenas conforto, afeto e hospitalidade.
Assim, com uma dança conseguimos um sorriso, com um passeio um rejuvenescer, com uma palavra um momento de força… cuidar também é isto, assumir a responsabilidade de completar alguém! (Gonçalo Ribeiros)

 

 

 

 



© Copyright 2021, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.